Várias razões para morrer ( em mais de uma versão)




Audição dos últimos dias: a mais recente pérola de Ghostface Killah " Twelve reasons to die" com um artwork bem vintage e uns singles apelativo. Quando digo apelativos não me refiro aqueles bangers de beat f*di*d*. Refiro-me antes aquela atmosfera densa e obscura dos primeiros discos da geração Wu.
Este é até um dos aspectos no qual tenho refletido após sucessivos lançamentos de GFK. A par de Raekwon, é o Wu-mc com mais apelo mediático, ambos tinham tudo para se lançarem em carreiras cinematográficas e parcerias com Lil' waynes e afins. Porém, continuam a ser portadores da bandeira.
Incrível alguém editar um disco conceptual e experimental num mercado implacável que muitas vezes resume o sucesso à primeira semana de vendas. Só para quem pode, ou seja,  para quem tem estatuto.

Para minha surpresa, nem uma semana depois vaza a remix designada por "Twelve reasons to die - The Brown Tape" de Apollo Brown ,  produtor de Detroit que dispensa apresentações.
Apaixonado por esta nova versão ainda me estou a decidir qual delas gosto mais.
Recomendo ambas.

Conclusão: o vencedor é mais uma vez GFK com mais um edição que daqui a 20 anos vai compor uma das discografias mais completas que o rap já viu.


Comentários