Meu país...

Escutar o mais recente  tema de Valete e ficar indiferente é praticamente impossível!

Ora sob a condição de emigrante, ora sob a perspectiva de quem fica.
O drama de quem parte e de quem fica, repete-se diariamente em várias famílias portuguesas que se vêm privadas da presença de alguns dos seus elementos mais queridos.

As novas tecnologias amenizam a saudade mas não a fazem desaparecer. E como li há umas semanas, a situação está de tal modo grave que falta pouco para a saudade pagar imposto.

Evidente que a música me toca particularmente porque também pertenço a esse lote de diplomados que teve de abandonar o país para ter trabalho, ser valorizado e remunerado dignamente. E aliás, o meu primeiro destino também foi Luanda.

Mas também se deve ressaltar o timing e a pertinência do tema. HipHop é isto mesmo, abordagens temáticas que extravasam o círculo fechado do nosso circuito. A credibilidade do estilo musical nasceu aqui e é aqui que ainda reside.

Esta música é um hino da actualidade social e económica portuguesa que merece ter o mesmo impacto que um tema semelhante dos Deolinda teve outrora.

Cabe-nos a nós dar-lhe o destaque devido.


PS: lembro-me perfeitamente do avião a levantar voo pela primeira vez que viajei para o "desconhecido" e a dar por mim, olhando pela janela, a pensar " Meu país, vou-me embora…"

PS2: mais um som produzido pelo produtor brasileiro, Nave. Estejam atentos.


Comentários