Eu sou….eu faço…..


Boas ppl...

O motivo deste post pode parecer muito específico mas não o é necessariamente...
No outro dia liguei a televisão e esta a dar num programa qualquer uma entrevista ao antigo cantor e elemento da primeira e mais badalada Boysband portuguesa “Excesso” ora pois certo é que a banda não deu certo e cada elemento seguiu seu caminho, Melão apareceu com um álbum a solo, penso eu, pouco tempo depois, e actualmente pelo que declarou na entrevista encontra-se a dar Hip Hop ou aulas de “Hip Hop”.Segundo ele próprio Melão já antes de enveredar pela Boysband e musica pimba encontrava-se ligado ao Hip Hop, era MC razão pela qual segundo o próprio teve bastantes dificuldades de entrar na banda visto que não possuía qualquer conhecimento musical em termos de colocação de voz.
Ora bem, daqui podem-se tirar muitas elações: primeiro Melão afinal não se encontra assim tão familiarizado ao dito por ele “Hip Hop” uma vez que para se ser MC não diria que seja necessário saber colocar a voz no melhor timbre possível e tudo mais que se aprende em aulas de canto, mas pelo menos tem de se ter umas noções para pelo menos formar refrões, e actualmente qualquer MC tenta primar pela versatilidade de modo a sair-se bem por qualquer batida e poder fazer algo mais do que simplesmente rimar.
Aparições desta natureza a dizer que eu faço e aconteço no Hip Hop deixa denotar duas coisas: ou Portugal é um país em que a cultura Hip Hop esta muito bem desenvolvida, na medida em que todos os dias aparecem novos professores de Hip Hop nos mais variados ginásios, ou que então o fitness é a grande sensação desde há um tempo para cá.
Inevitavelmente embora a primeira hipótese de a kultura estar a crescer no nosso país ser verdade, a segunda hipótese é sem duvida a mais real.
Isto pode ter por consequência a maior aceitação por parte das pessoas ao Hip Hop, as mães já não andam atrás dos filhos por eles andarem de roupa larga e hoje em dia nem estranharem em comprar casacos da Ecko com Preço mais agressivo visto que o Manel dos Morangos tem um igual, e não associar a inclusão dos filhos nesta kultura como algo negativo e que o podia levar por maus caminhos como há um tempo atrás era encarado.
Sem dúvida que isto era realmente benéfico se o “Hip Hop” a que eles se juntassem fosse o HipHop verdadeiro, se conseguissem realmente entrar e ter uma noção do que é a kultura HipHop, das 4 (ou mais vertentes), que tomassem realmente consciência do que é um MC do que é o Rap de que certamente a dança não é o fitness nem o que vêm nos ginásios mas sim o breakdance….
O Hip Hop hoje em Portugal não esta a passar nenhuma crise de identidade, apenas andam alguns mascarados a tentar tapá-lo com uma capa que não é a dele…


Fk bem.
P.Silva

Comentários

Moisés disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Moisés disse…
Sinceramente, isso nao me preocupa muito. Primeiro, porque ninguém conhece o hip hop e entra na cultura tendo consciência do que é real ou nao, do que é hip hop ou do que nao é. Por isso, é positivo ver os putos a vestirem-se como o Manel dos morangos, nem que seja porque em 10 desses, 2 ou 3 têm o bixinho dentro deles, o que faz que com o tempo desenvolvam o seu gosto e o seu conhecimento, tornando-se parte do movimento.

Nao vejo ilegitimidade em começar assim, só porque é giro, apenas vejo ilegitimidade em continuar assim e em se auto-proclamar hip hop na mesma.

Em segundo lugar, porque quem nao deve nao teme. Por isso, esses tais "pseudos" nao me metem medo, quero lá saber da imagem que as aulas de dança hip hop passam sobre a cultura pra sociedade. Nao me sinto coitadinho porque, como se costuma dizer, "só faz falta quem cá está". Ou seja, como em tudo, só tenho em conta a opiniao de quem realmente importa, de quem sabe do que fala. De resto, desde que haja um minimo de respeito, tass bem.

Espero ter sido explicito, a hora já nao ajuda nadinha lol Um abraço, fica bem.
marketunga disse…
Eh Mano, não encontramos por aqui o teu e-mail para agradecer o link ao hip hop excêntrico. Iremos colar por lá também o teu! Quando possível envia e-mail para hiphopexcentrico@gmail.com para que estejamos em contacto! Paz & Amor!
PRIMOUZ disse…
boas moises...
sem duvida esta é a tal problematica k falei.
para nos k estamos ca dentro nao importa mt o k se possa pensar ou a impressao k akilo da pk sabemos ou pelo menos entendemos em parte akilo k a kultura é, isto das danças e algo do genero pode ser benefico para despertar curiosidade, mas esse interesse tem de ser posteriormente guiado da melhor maneira para dar hipoteses akeles de como tu dizes ja "têm o bichinho", claro k é dificil as pessoas entrarem com a consiencia do k é, mas nao +e nada benefico vir com o mundo encantado dos bones de rede com pins, colares a roçar nos joelhos e hummers, especilamente pk actualmente é há bastante possibilidade de continuar nessa ilusao...

fk bem

P.Silva