Referências 2006

Tchiiiiiiiiiiiiiiii
Já não sei à quanto tempo não colocava aqui um post para além de notícias.
Mas sempre é melhor colocar alguma coisa do que deixar isto às moscas.
Não faltou temas para me debruçar e quanto a álbuns acho que andamos perante uma fase interessante, com lançamentos sucessivos (nacional e internacional), com surpresas, desilusões e confirmações, como em tudo na vida.
Por cá temos ‘Serviço Publico’ e ‘Praticamente’ com intervalo de 2 meses, os dois expoentes máximos do HipHop nacional saíram à baila num espaço tão curto, que para nós foi uma eternidade devido à longa espera até á chegada destes.
Valete confirmou o seu génio, com uma escrita de classe, inteligente, cuidada, de uma envolvência notável pois a forma como rima é como se estivesse a discursar normalmente. Valete é daqueles MC’s que nos habituou a escutar cada uma das suas frases, dono de um street knowledge e cultura geral única que lhe confere um discurso envolvente e que nos faz captar a atenção de principio ao fim, algo que o distingue de outros MC’s, pois a sua escrita contrasta com alguma superficialidade na abordagem a certos temas por parte de outros (neste capítulo Valete faz-me lembrar NACH (mc espanhol) e por vezes até me ponho a pensar como seria um som de ambos).
Mas não me vou alongar demasiado senão o post nunca mais terminava.
Quanto ao álbum de SaM the Kid e fazendo uma análise global, este álbum está delicioso, cheio de boas produções, interlúdios, variações de beat (chega a ter 3 beats na mesma faixa, ouçam ‘TEMPO’), flow que preenche todos os espaços, a escrita, os temas abordados, digamos que é um cd cheio de pormenores e muito bem estruturado que em apenas uma audição não chega para tudo porque o álbum está repleto de nuances que só se entendem a partir de uma 2ª ou 3ª audição, e por isso é um álbum viciante , que não nos cansamos de ouvir, pois não é ‘mais do mesmo’,bem pelo contrário sendo em certos capítulos inovador.
Resumindo, 2006 ofereceu-nos num espaço de 2 meses, 2 álbuns marcantes para HipHOp português, essencialmente porque conseguem colocar uma fasquia bastante alta para o futuro, o que é bom devido à necessidade de acompanhar esta subida.
Este ano não se cingiu a estes 2 álbuns, mas por toda o buzz que tiveram e o impacto com a sua edição leva-me a dizer que são as ‘Referências 2006’.

Num ano com álbuns de:

Sp&Wilson
Twism
Mundo
Ex-Peão
Mind da Gap
Nigga poison
Nel’Assassin

Não esquecendo:

Compilação de Raze ‘ Sem dados disponíveis’
Darksunn
Mixtape Sensei D

Vamos ver o que 2007 nos reserva…(se não for melhor, que seja pelo menos como este ano)

Fikem bem
A.silva

Comentários